Site Meter

domingo, 31 de outubro de 2010

Her name is Calla: Long grass

domingo, 17 de outubro de 2010

sábado, 16 de outubro de 2010

Nina Nastasia: Cry, Cry, Baby

Um post com muito atraso...

Grande concerto, ontem. Não, não foram os "Tu também", nem foi em Coimbra. Foi em Guimarães... Nina Nastasia deu um grande concerto. É verdade que estava muito bem acompanhada. Com um grande violinista com quem tivemos o seguinte diálogo:

- Tu tens outros trabalhos?
- Sim, toco numa banda rap / hip-hop
- ...

Nina é EXTREMAMENTE simpática. Até lhe dei dois beijinhos (embora ela só estivesse a contar com o primeiro). Contou-nos que adorou comer AQWRHAFKzinhos... Depois de muito esforço percebemos que eram Jaquinzinhos (é assim que se escreve?).

Melhor ainda foi quando o manager veio a correr atrás de nós com um "Hey guys, hey guys" (não confundir com "Hey gays"), perguntou-nos se por sermos do Porto conhecíamos sítios onde a Nina podia tocar. Depois de a Marta (quem é a Marta?) lhes dizer que na maioria as salas eram grandes (pelo menos em comparação ao café onde tocou Nina) ele respondeu, ligeiramente ofendido, que a Nina em Londres até tocava com orquestra.

Moral da história, nós temos contactos da Nina para marcações de concertos. Se houver alguém interessado...


Harry Belafonte: Try to remember

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Joy Division: Love will tear us apart (again)

Um repost, com uma versão diferente da música. Continuo a gostar da música com da primeira vez que a ouvi. E nunca fez tanto sentido...

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Eels: That Look You Give That Guy

Nick Drake: Fruit Tree

Quanto mais tempo passa, mais gosto deste disco. Dificilmente consigo sair de casa uns dias sem levá-lo comigo (também me acontece isto com "Songs from Leonard Cohen").

É tão fácil escolher temas deste álbum, são todos fantásticos.

Nick Drake é sem dúvidas uma das minhas preferências. Raramente a beleza combina tão bem com a melancolia.

Nunca mais chove!... Para acender a lareira, apagar as luzes e...

Ouvir este disco repetidamente.

PS: Já agora um pouco de vento e frio...

domingo, 10 de outubro de 2010

sábado, 9 de outubro de 2010

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Iron Maiden: No prayer for the dying

Há coisas que não se conseguem explicar...
Há coisas que só se podem sentir...
E nestas últimas entra esta música. Não consigo explicar porque gosto tanto... Quando era teenager inconsciente (a parte importante é teenager porque inconsciente talvez continue a ser) cheguei a gravar uma cassete (K7 - podem procurar na Internet se não souberem o que é) dos dois lados (não tentar gravar dos dois lados nos CDs ou DVDs - acho que nos MP3 nem faz sentido) repetidamente com esta música.

Lembro-me de a minha mãe resmungar bastante por isto. Nunca percebi qual é o problema de ouvir um dia inteiro a mesma música... E nem tinha a música completa...

Fica aqui a versão original... Não me lembro quando é que a música parava na minha K7 por isso deixo-a completa.


Roky Erickson And Okkervil River: Devotional Number One

Para quem consegue ouvir para além das super-produções... (Syd Barrett II)

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Agua de Annique: Come Wander With Me

Num projecto de Anneke Van Giersbergen, a ex-vocalista dos "The Gathering" apresenta-nos este muito bom "Come wander with me", acompanhada por (sem certeza absoluta) Kyteman.

Of Montreal: Famine Affair

Uma mistura interessante, principalmente quando a linha de baixo se salienta.

Troy Von Balthazar: Wings

A tentar repor o atraso...

Diane Cluck: My Teacher Died

Uma das músicas que Diane Cluck tocou ontem num dos concertos mais intimistas que até hoje pude assistir. Mais perto e tinha que lhe pedir namoro... Primeira fila e central.

A estrutura do concerto foi, no mínimo, diferente. O público estava na parte posterior do palco em 4 filas de cadeiras e Diane estava na frente do palco e se houvesse público dentro da sala, ela estaria de costas.

Sempre que ela cantava lembrava-me um passarinho: melodias imprevisíveis mas com uma afinação incrível.

Obrigado ao Teatro Aveirense por mais um concerto fabuloso (o último que assisti lá foi o do Bonnie "Prince" Billy).